Revista OrtodontiaSPO 2014 | V47N4 | Páginas: 367-71

Avaliação 3D das vias aéreas superiores

*

  • Imprimir
  • Indique a um amigo

Autor(es):

Wendel Shibasaki1, Marlos Loiola2, Vanessa Dias3, Flavio Cotrim-Ferreira4

1Mestre em Ortodontia – Unicid; Professor do Curso de Especialização em Ortodontia – Funorte/Iappem-BA; Especialista em Ortodontia – Cebeo/BA.
2Mestre em Ortodontia – Unicid; Coordenador dos Cursos de Especialização em Ortodontia – Instituto Lumier/Famosp e do Funorte/Iappem-BA; Especialista em Ortodontia – Cebeo/BA; Membro da Sociedade Brasileira de Pesquisa Odontológica – SBPQQ.
3Aluna do Curso de Especialização em Ortodontia – Funorte/Iappem-BA.
4Mestre em Ortodontia – Faculdade de Odontologia da USP; Doutor em Diagnóstico Bucal – Faculdade de Odontologia da USP; Professor associado dos Cursos de Especialização e Mestrado em Ortodontia – Instituto Vellini; Editor científico – Revista OrtodontiaSPO.

Resumo:

Os primeiros estudos relacionando alterações da função respiratória e o crescimento craniofacial datam do século 19. As estruturas da orofaringe e nasofaringe são apresentadas como importantes no crescimento e no desenvolvimento orodental, e demonstram relação entre vários padrões de má-oclusão e variações no tamanho e na forma da via aérea orofaríngea, causada pela orientação do palato e/ou posição da língua. Os métodos até então utilizados para análise dessas estruturas se baseiam em radiografias tradicionais, que possuem severas limitações como a sobreposição das imagens, distorções, dificuldades de identificação dos marcos, devido às diferenças de ampliação e impossibilidade de avaliação volumétrica. A capacidade de realizar medições precisas de várias áreas transversais, reconstruções tridimensionais (3D) e medições volumétricas das vias aéreas superiores são algumas das vantagens da tecnologia da tomografia computadorizada (TC). O objetivo deste artigo foi revisar a literatura científica recente sobre a análise tridimensional e volumétrica das vias aéreas superiores, e sua utilização na prática clínica. Muitos estudos mostram a precisão e a confiabilidade das mensurações das vias aéreas através de imagens volumétricas digitais da tomografia computadorizada de feixe cônico, o que faz dessa metodologia um importante avanço no diagnóstico das condições de anormalidade das estruturas da orofaringe e nasofaringe.

Unitermos:

Tomografia computadorizada de feixe cônico; Faringe; Vias aéreas.

Abstract:

The early studies linking respiratory function changes and craniofacial growth dating to the nineteenth century. The nasopharynx and oropharynx structures are presented as important in orodental growth and development and show the relationship between various malocclusion patterns and variations in the size and shape of the oropharyngeal airway caused by the orientation of the palate and/or tongue position. The methods until then used for analysis of these structures are based on traditional radiographs which have severe limitations as the overlay of images, distortions, difficulties in identifying landmarks due to differences in expansion and impossibility of volumetric evaluation. The ability to make accurate measurements of various cross-sectional areas, three-dimensional reconstructions (3D) and volumetric measurements of the upper airway are some of the advantages of computed tomography (CT) technology. The purpose of this article was to review the recent literature on the three-dimensional volumetric analysis and upper airway and its use in clinical practice. Many studies show the accuracy and reliability of measurements of the airways by digital volumetric imaging of cone beam computed tomography, which makes this methodology an important advance in the diagnosis of abnormal conditions of the structures of the oropharynx and nasopharynx.

Keywords:

Cone beam computed tomography; Pharynx; Airways.