Revista OrtodontiaSPO 2015 | V48N3 | Páginas: 241-50

Efeitos oclusais das expansões lenta e rápida da maxila nas fissuras completas bilaterais – estudo-piloto

Occlusal effects of slow and rapid maxillary expansions in complete bilateral cleft lip and palate – pilot study

  • Imprimir
  • Indique a um amigo

Autor(es):

Arthur César de Medeiros Alves1
Daniela Gamba Garib2
Guilherme Janson3
Araci Malagodi de Almeida4
Louise Resti Calil5
Terumi Okada Ozawa6

1Aluno do curso de Mestrado e de Especialização em Ortodontia – Faculdade de Odontologia de Bauru, USP; Pós-graduado no curso de atualização em Ortodontia Preventiva e Interceptiva – Hospital de Reabilitação de Anomalias Craniofaciais, USP.
2Professora associada do Depto. de Ortodontia – Faculdade de Odontologia de Bauru, USP; Pós-doutorado em Ortodontia – Faculdade de Medicina Dentária da Universidade de Harvard.
3Professor titular e chefe do Depto. de Ortodontia – Faculdade de Odontologia de Bauru, USP; Pós-doutorado em Ortodontia – Faculdade de Odontologia da Universidade de Toronto.
4Ortodontista e doutora em Ciências da Reabilitação – Hospital de Reabilitação de Anomalias Craniofaciais, USP.
5Aluna do curso de Mestrado em Ortodontia – Faculdade de Odontologia de Bauru, USP; Especialista em Ortodontia – Hospital de Reabilitação de Anomalias Craniofaciais, USP.
6Chefe da Divisão de Odontologia – Hospital de Reabilitação de Anomalias Craniofaciais, USP; Doutora em Ortodontia – Faculdade de Odontologia da Universidade Estadual Paulista Júlio Mesquita Filho, Araraquara.

Resumo:

O objetivo deste estudo-piloto foi comparar os efeitos oclusais das expansões lenta e rápida da maxila, em pacientes com fissuras labiopalatinas completas bilaterais. Um total de 30 indivíduos com fissuras labiopalatinas completas bilaterais, diagnosticados com constrição do arco dentário superior, foi aleatoriamente e igualmente dividido em dois grupos. O grupo ELM foi composto por pacientes submetidos à expansão lenta da maxila com quadri-hélice, enquanto que o grupo ERM consistiu de indivíduos submetidos à expansão rápida maxilar com Hyrax. Foram obtidos modelos de gesso nos períodos imediatamente pré-expansão e seis meses após a expansão, na ocasião da remoção do aparelho. Após a digitalização dos modelos de gesso superiores por meio do uso do scanner 3Shape R700 3D, foram mensurados a largura e o perímetro do arco dentário superior, e as inclinações dos dentes posterossuperiores através do programa de computador Orthoanalyzer. As comparações interfases e intergrupos foram avaliadas por meio do teste t pareado e do teste t de Student, respectivamente (p < 0,05). Ambas as modalidades de expansão provocaram aumentos significantes na largura e no perímetro do arco dentário superior. Apenas os caninos superiores de ambos os grupos apresentaram um aumento significante da inclinação vestibular. Não foram encontradas diferenças significantes entre os efeitos oclusais das duas modalidades de expansão maxilar. As expansões lenta e rápida da maxila parecem ser igualmente efetivas para a correção da constrição do arco dentário superior de pacientes com fissuras labiopalatinas completas bilaterais.

Unitermos:

Técnica de expansão palatina; Modelos dentários; Fenda labial; Fissura palatina.

Abstract:

The aim of this pilot study was to compare the occlusal effects of slow and rapid maxillary expansions in patients with complete bilateral cleft lip and palate. Thirty individuals with complete bilateral cleft lip and palate diagnosed with maxillary dental arch constriction were equally and randomly divided into two groups. Group SME was comprised by patients who underwent slow maxillary expansion using Quad helix appliance, and Group RME was composed by individuals submitted to rapid maxillary expansion using Hyrax expander. Dental models were  obtained immediately pre-expansion and 6 months after expansion, at the occasion of the appliance removal. After scanning the maxillary dental models using the 3Shape R700 3D scanner, the arch widths, the arch perimeter, and the buccolingual inclination of the maxillary posterior teeth were measured using Orthoanalyzer. The inter-phase and intergroup comparisons were performed using paired t test and Student’s t test, respectively (p < 0.05). Both expansion modalities have promoted significant increases in the maxillary dental arch widths and perimeter. Only the maxillary canines of both groups had a significant increase of the buccal inclination. No differences were found between the occlusal effects of both expansion modalities. Both slow and rapid maxillary expansions seem to be equally effective for the correction of maxillary dental arch constriction in patients with complete bilateral cleft lip and palate.

Keywords:

Palatal expansion technique; Dental models; Cleft lip; Cleft palate.