Revista OrtodontiaSPO 2016 | V49N6 | Páginas: 580-90

Referências linguais da coroa dentária para o posicionamento vertical de braquetes

Lingual references of the tooth crown for vertical bracket positioning

  • Imprimir
  • Indique a um amigo

Autor(es):

Sérgio Estelita Cavalcante Barros1
Denise Munaretto Ficht2
Guilherme dos Reis Pereira Janson3
Kelly Fernanda Galvão Chiqueto4

1Mestre e doutor em Ortodontia – USP, Bauru; Professor da disciplina de Ortodontia, Faculdade de Odontologia – Universidade Federal do Rio Grande do Sul.
2Cirurgiã-dentista e aluna do curso de pós-graduação em Ortodontia, Faculdade de Odontologia – Universidade Federal do Rio Grande do Sul.
3Mestre e doutor em Ortodontia – USP, Bauru; Member of the Royal College of Dentists of Canada; Professor titular da disciplina de Ortodontia – FOB/USP.
4Mestra e doutora em Ortodontia – USP, Bauru; Professora do Centro de Pós-graduação em Ortodontia – São Leopoldo Mandic.

Resumo:

Objetivo: determinar o posicionamento vertical da crista marginal (PVCM) e do centro lingual da coroa clínica (PVCC), bem como comparar a discrepância vertical de posição entre cristas marginais (DVCM) e centros de coroas clínicas (DVCC) de dentes adjacentes. Material e métodos: uma amostra foi selecionada a partir de um grupo de 1.430 pacientes. Duzentos pacientes que preenchiam os critérios de seleção tiveram seus modelos de gesso iniciais selecionados. Após a padronização do posicionamento do modelo de gesso, o PVCM e PVCC dos dentes posteriores de ambos os arcos foram medidos, permitindo o cálculo da DVCM e DVCC. Um medidor digital de altura com precisão de 0,01 mm foi utilizado para as avaliações, e os dados foram comparados estatisticamente (p < 0,05). Resultados: em geral, os dentes posteriores adjacentes apresentaram diferentes PVCM e PVCC. As variáveis DVCM e DVCC foram significantemente diferentes, exceto entre pré-molares inferiores. As diferenças entre DVCM e DVCC foram clinicamente significantes (> 0,5 mm). O PVCC foi significantemente correlacionado com a idade do paciente. Conclusão: as diferenças entre DVCM e DVCC indicaram que o centro lingual da coroa clínica não foi uma referência anatômica confiável para predizer o nivelamento das cristas marginais. A idade do paciente parece ser um fator adicional que limita o uso adequado deste referencial.

Unitermos:

Aparelhos ortodônticos; Coroa dentária; Braquetes.

Abstract:

Objective: to determine the vertical positioning of the marginal ridge (VPMR) and clinical crown center (VPCC) regarding the tip of the lingual cusp, and to compare the vertical discrepancy between adjacent marginal ridges (VDMR) and clinical crown centers of adjacent posterior teeth (VDCC). Material and methods: the sample was selected from a pool of 1.430 patients. Two hundred initial dental casts were selected from patients that met the selection criteria. After standardization of the dental cast positioning, VPMR and VPCC of posterior teeth were measured in both arches, allowing the calculation of VDMR and VDCC. Measurements were performed with a digital height gauge and accuracy of 0.01 mm. Data were statistically compared at p < 0.05. Results: in general, adjacent posterior teeth had different VPMR and VPCC. The variables VDMR and VDCC were significantly different, except between mandibular premolars. The differences between VDMR and VDCC were clinically significant (> 0.5 mm). Patient age and VPCC were significantly correlated. Conclusion: the differences between VDMR and VDCC showed that lingual center of the clinical crown was not a reliable anatomical reference to predict the marginal ridge leveling. Patient's age seems to be an additional factor limiting the adequate use of this landmark.

Keywords:

Orthodontic appliances; Tooth crown; Braces.