Revista OrtodontiaSPO 2017 | V50N2 | Páginas: 144-50

Qualidade de vida em paciente classe III cirúrgico pré e pós-tratamento

Pre- and post-treament quality of life in surgical Class III patients – case report

  • Imprimir
  • Indique a um amigo

Autor(es):

Artênio José Isper Garbin1
Flávio Wellington da Silva Ferraz2
Adrielle Mendes de Paula Gomes3
Cléa Adas Saliba Garbin4

1Doutor em Ortodontia – Unicamp; Professor adjunto do Depto. de Odontologia Preventiva e Social – FOA/Unesp.
2Cirurgião-dentista – FOA/Unesp; Especialista em Cirurgia e Traumatologia Bucomaxilofacial – Universidade de São Paulo (USP).
3Cirurgiã-dentista e doutoranda em Odontologia Preventiva e Social – FOA/Unesp.
4Doutora em Odontologia Legal e Deontologia – Unicamp; Professora titular do Depto. de Odontologia Preventiva e Social – FOA/Unesp.

Resumo:

A classe III de Angle é uma oclusopatia considerada em muitos estudos como sendo a menos aceita esteticamente pela sociedade, o que pode causar no indivíduo a diminuição da qualidade de vida e, consequentemente, um desenvolvimento social indesejável. A cirurgia ortognática é reconhecida como o pilar do tratamento para deformidades dentofaciais. Esta terapêutica está diretamente relacionada aos aspectos psicossociais do paciente, influenciando na formação de sua imagem corporal e autoestima. O presente estudo teve como objetivo relatar o tratamento cirúrgico de um paciente adulto com má-oclusão de classe III e descrever suas motivações e percepções, bem como os benefícios da cirurgia ortognática para a sua qualidade de vida. Paciente do sexo feminino, com 26 anos de idade, apresentava características clínicas e radiográficas de uma classe III de Angle. Após realizar o tratamento ortodôntico pré-cirúrgico para descompensação dentária, a paciente foi submetida à cirurgia ortognática. Cinco anos depois, a paciente relatou que suas expectativas estéticas e funcionais foram superadas, e sua qualidade de vida melhorou. Concluiu-se que, quando bem indicada e planejada, a cirurgia ortognática é capaz de melhorar, além da função, a estética do paciente, devolvendo-lhe a autoestima.

Unitermos:

Autoestima; Qualidade de vida; Cirurgia ortognática.

Abstract:

The Angle Class III malocclusion is considered by many studies as being less aesthetically accepted by society, which can cause a decrease in the individual's quality of life and consequently an undesirable social development. The orthognathic surgery is recognized as the mainstay of treatment for dentofacial deformities. This therapy is directly related to the psychosocial aspects of the patient, influencing the formation of their body image and self-esteem. This study aimed to report the surgical treatment of an adult patient with poor class III malocclusion and describe her motivations and perceptions, as well as the benefits of orthognathic surgery for quality of life. A female, 26 years-old patient, with clinical and radiographic features of a Class III malocclusion. After performing the pre-surgical orthodontic treatment for dental decompensation, the patient underwent orthognathic surgery. Five years after surgery, the patient reported that her aesthetic and functional expectations were exceeded, and their quality of life improved. We conclude that, when properly indicated and planned orthognathic surgery can improve, besides function, the aesthetics of the patient, giving back self-esteem.

Keywords:

Self concept; Quality of life; Orthognathic surgery.