Revista OrtodontiaSPO 2017 | V50N3 | Páginas: 224-33

Distalização com o auxílio de mini-implante e barra transpalatina

Distalization with mini implant and transpalatal arch – case report

  • Imprimir
  • Indique a um amigo

Autor(es):

Luiz Henrique Previdente1
Olivia Maria de Carvalho Figueiredo2
Laysa da Cunha Barros3
Marsha Lisa Schlittler Ventura4
Celso Garcia Rodrigues5
Hideo Suzuki6

1Mestre em Ortodontia e professor do curso de especialização em Ortodontia – Centro Integrado de Educação Continuada.
2Aluna do curso de especialização – Centro Integrado de Educação Continuada.
3Especialista em Ortodontia – Centro Integrado de Educação Continuada.
4Doutora em Biologia Oral e professora do curso de especialização em Ortodontia – Centro Integrado de Educação Continuada.
5Mestre em Ortodontia e coordenador do curso de especialização em Ortodontia – Centro Integrado de Educação Continuada.
6Doutor em Ortodontia e coordenador dos cursos de mestrado e especialização em Ortodontia, São Leopoldo Mandic.

Resumo:

A distalização dos dentes superiores é uma alternativa terapêutica para o tratamento da má-oclusão de classe II. Para isto, apresentam-se como recursos distalizadores o aparelho extrabucal (AEB) e os distalizadores intrabucais (Pendex, Distal Jet, Jones Jig e outros). O AEB é um excelente recurso do ponto de vista biomecânico, mas exige extrema cooperação do paciente. Os distalizadores intrabucais não necessitam de cooperação do paciente, mas apresentam como principal efeito colateral a perda de ancoragem, caracterizada pela mesialização de pré-molares e caninos, e a vestibularização dos incisivos. A utilização frequente dos mini-implantes na prática ortodôntica permite um controle mais efetivo da ancoragem, ampliando as possibilidades biomecânicas. A distalização de molares com o uso de mini-implantes tornou-se mais previsível e eficiente. O objetivo deste trabalho foi apresentar um caso clínico no qual os segundos molares superiores foram extraídos e a distalização de todos os dentes superiores foi realizada com o auxílio de barra transpalatina e mini-implante instalado na sutura palatina mediana.

Unitermos:

Ortodontia corretiva; Má-oclusão de Angle classe II; Procedimentos de ancoragem ortodôntica.

Abstract:

Distalization movement of the upper teeth is a therapeutic alternative for the treatment of Class II malocclusion. For this purpose, Headgears (EOA-Extra Oral Apparatus) and the intra-buccal distalizers are presented as resources (Pendex, Distal Jet, Jones Jig and others). From the biomechanical point of view, the EOA is an excellent resource; however, it requires extreme patient cooperation. Although intra buccal distalizers do not require patient cooperation, their main side effect is the loss of anchorage, characterized by incisor proclination. By enhancing biomechanical possibilities, the frequent use of mini-implants in orthodontic practice allows for a more effective anchorage control. The distalization of molars using mini-implants has become more predictable and efficient. The purpose of this study is to present a clinical case where the upper second molars were extracted and the distalization of all upper teeth was performed with the aid of a transpalatal bar and mini-implant installed in the median palatine suture.

Keywords:

Corrective orthodontics; Angle Class II malocclusion; Orthodontic anchorage procedure.