Revista OrtodontiaSPO 2018 | V51N1 | Páginas: 50-7

Avaliação do perfil facial de pacientes com má-oclusão de classe II tratados com aparelho forsus

Evaluation of facial profile in class II patients treated with the Forsus appliance

  • Imprimir
  • Indique a um amigo

Autor(es):

Beatriz Lima de Oliveira1
Fernando André Barth2
Renata Rodrigues de Almeida-Pedrin3
Solange de Oliveira Braga Franzolin3
Ana Cláudia de Castro Ferreira Conti3
Mauricio de Almeida Cardoso4

1Aluna de graduação – Universidade do Sagrado Coração.
2Mestre em Odontologia – Universidade do Sagrado Coração.
3Professoras de pós-graduação – Universidade do Sagrado Coração.
4Professor do centro de pesquisa odontológica – São Leopoldo Mandic, Campinas/SP.

Resumo:

O objetivo deste estudo foi avaliar os efeitos no tegumento, induzidos pelo aparelho Forsus no tratamento de pacientes com má-oclusão de classe II por deficiência mandibular. A amostra foi composta por 18 jovens com má-oclusão de classe II, tratados com aparelho Forsus e ortodontia corretiva, com média de idade inicial de 12 a 16 anos. Foram selecionados os pacientes que apresentassem documentação completa, inicial e final. A atratividade do perfil facial dos pacientes tratados foi avaliada por um grupo de 45 avaliadores em tratamento (22 do gênero masculino e 23 do feminino), por meio da escala de análise visual. Para isso, foram empregadas fotografias e silhuetas dos perfis dos pacientes, inicial e final, dispostas em álbuns, sendo duas imagens em cada página distribuídas de maneira aleatória. As diferenças da atratividade dos perfis antes e depois foram comparadas com o teste de Wilcoxon, sendo que a comparação entre os dois métodos na atratividade dos perfis finais foi obtida por meio do teste de Mann-Whitney. Para os testes, foi adotado um nível de significância de 5%. Os avaliadores atribuíram maior atratividade aos perfis pós-tratamento, independentemente do método de avaliação, e esse resultado foi estatisticamente significante. Quando os dois métodos foram comparados no pós-tratamento, não foi encontrada uma diferença significante. Concluiu-se que, independentemente do método de avaliação, fotografias ou silhuetas, o perfil pós-tratamento foi mais atrativo, indicando um impacto facial positivo decorrente do tratamento da classe II com o Forsus.

Unitermos:

Ortodontia; Má-oclusão de Angle classe II; Perfil facial.

Abstract:

The present study aimed to assess facial profile alterations induced by the Forsus orthodontic system in patients with mandibular deficiency and class II malocclusion. The study included 18 patients (mean initial age: 12.16 years-old) diagnosed with class II malocclusion and treated with the Forsus system combined with fixed orthodontic appliances. All patients had initial and final complete orthodontic files. A set of images of the facial profiles, photographs and silhouettes, was compiled and presented to examiners as a single page, randomly displayed. The group of examiners included 45 class II patients under orthodontic treatment. Each examiner rated the aesthetics of each facial profile using a visual analogue scale. Comparisons between the facial profiles, before and after treatment, were performed using the Wilcoxon test. Comparisons of the two methods, photographs and silhouettes, were performed using the Mann-Whitney test. A significance level of 5% was set. The examiners assigned greater attractiveness to post-treatment profiles independent of the method of evaluation and this result was statistically significant. When the two methods were compared in post-treatment scores, a statistically significant difference was not found. It was concluded that regardless of the method of evaluation, photos or silhouettes, the post-treatment profile was more attractive, indicating a positive facial impact resulting from the treatment of class II with the Forsus appliance.

Keywords:

Orthodontics; Angle class II malocclusion; Facial profile.