Revista OrtodontiaSPO 2018 | V51N1 | Páginas: 70-3

Identificação de lesões bucais em indivíduos em tratamento ortodôntico

Oral lesions in individuals undergoing orthodontic treatment

  • Imprimir
  • Indique a um amigo

Autor(es):

Felipe Múcio de Abreu Jr.1
Cristian Alexandre Corrêa2
Silvia Amélia Scudeller Vedovello2
Heloisa Cristina Valdrighi2
Viviane Veroni Degan2

1Pós-graduando do programa de pós-graduação em Odontologia – Área de Concentração Ortodontia, do Centro Universitário Hermínio Ometto – Uniararas/SP.
2Docentes do programa de pós-graduação em Odontologia – Área de Concentração Ortodontia, do Centro Universitário Hermínio Ometto – Uniararas/SP.

Resumo:

O objetivo deste estudo foi identificar lesões bucais em indivíduos que se encontram em tratamento ortodôntico. A amostra foi composta por 100 indivíduos, na faixa etária de 12 a 50 anos, de ambos os sexos e a técnica ortodôntica utilizada foi a do arco reto nas arcadas dentárias superiores e inferiores. O diagnóstico de lesão bucal foi determinado após a realização de exame clínico na região intra e extrabucal, que compreendeu a inspeção das mucosas de palato duro e mole, o assoalho da boca, a região labial interna e externa, mucosas jugais, região orofaringeana, língua (dorso, ventre e bordas laterais) e palpação de cadeias ganglionárias. Os dados coletados foram submetidos a uma análise estatística, consolidada por meio de testes de Kruskal-Wallis e Qui-Quadrado para independência, considerando-se o nível de significância de 5%. A lesão mais prevalente foi a ulceração traumática (56%), leucoplasia provocada por trauma (11%) e mucocele (2%). Em 31% (p<0,0001) dos casos, lesões bucais não foram identificadas. Conclui-se que a lesão mais prevalente foi a ulceração traumática, seguida pela leucoplasia provocada por trauma e mucocele, todas relacionadas com trauma mecânico, que pode ter sido condicionado pelo tratamento ortodôntico.

Unitermos:

Ortodontia; Estomatite aftosa; Leucoplasia epidermolítica; Mucocele.

Abstract:

The aim of this study was to identify oral lesions in individuals undergoing orthodontic treatment. The sample consisted of 100 individuals, aged between 12 and 50 years, of both sexes, and the orthodontic technique used was that of the right arch in the upper and lower dental arches. The diagnosis of oral lesions was determined after a clinical examination in the intra and extraoral region, which included inspection of the soft and hard palate mucosa, the floor of the mouth, internal and external labial region, jugal mucosa, oropharyngeal region, tongue dorsum, belly and lateral borders) and palpation of ganglionic chains. The collected data were submitted to a statistical analysis, consolidated by means of Kruskal-Wallis and Qui-Square tests for independence, considering the level of significance of 5%. The most prevalent lesion was traumatic ulceration (56%), hyperkeratosis caused by trauma (11%) and mucocele (2%). In 31% (p <0.0001) of the cases, oral lesions were not identified. It is concluded that the most prevalent lesion was traumatic ulceration, followed by hyperkeratosis caused by trauma and mucocele, all related to mechanical trauma that may have been conditioned by orthodontic treatment.

Keywords:

Orthodontics; Aphthous stomatitis; Epidermolytic hyperkeratosis; Mucocele.