Revista OrtodontiaSPO 2018 | V51N1 | Páginas: 74-9

Utilização de cantiléver para tracionamento de canino impactado

Use of cantilever for traction of an impacted canine: clinical case report

  • Imprimir
  • Indique a um amigo

Autor(es):

Mirian Oliveira Bastos Cruvinel1
Caio Vinicius Martins do Valle2
Rayane de Oliveira Pinto3
Gabriela Letícia Clavisio Siqueira4
Carla Mayara Weise5
Karyna Martins do Valle-Corotti6

1Mestre em Biologia Oral – USC/Bauru; Doutoranda em Ortodontia – SLMandic.
2Mestre em Ortodontia e Doutor em Reabilitação Oral – FOB/USP; Professor dos cursos de especialização em Ortodontia do Instituto de Ensino Odontológico – IEO Bauru/SP.
3Mestre em Ciências da Reabilitação – HRAC/USP; Professora dos cursos de especialização em Ortodontia do Centro de Pós-Graduação em Ortodontia CPO/Uningá-Ingá Bauru/SP.
4Doutoranda em Ciências da Reabilitação – HRAC/USP; Professora dos cursos de especialização em Ortodontia do Instituto de Pesquisa, Ensino e Pós-graduação de Brasília/DF.
5Especialista em Ortodontia – Centro Universitário Leonardo da Vinci/Uniasselvi.
6Doutora em Ortodontia – FOB/USP; Coordenadora dos cursos de especialização em Ortodontia do Instituto de Ensino Odontológico - IEO Bauru/SP.

Resumo:

A impacção dos caninos superiores acarreta consideráveis problemas estéticos e funcionais aos indivíduos acometidos, e o diagnóstico é de capital importância. Devido ao fato de o sucesso do tratamento depender de muitas variáveis, o prognóstico sempre deve ser considerado reservado. Há muitas estratégias de tracionamento na literatura, e o consenso é sobre o planejamento de mecânicas baseadas no controle dos efeitos colaterais. O objetivo deste trabalho é relatar um caso clínico de um indivíduo do sexo masculino, 15 anos, em que o canino superior incluso, localizado por palatino, foi tracionado. Foi instalado aparelho fixo superior e inferior (prescrição Roth) e realizada a recuperação de espaço na região do canino superior direito. A mecânica de tracionamento foi realizada em três fases: cantiléver soldado ao arco de ancoragem, elástico corrente ligado ao arco de ancoragem e elástico intermaxilar. O uso das mecânicas de acordo com a necessidade de controle da movimentação permitiu a minimização dos efeitos colaterais e uma oclusal final satisfatória.

Unitermos:

Dente impactado; Dente canino; Tração.

Abstract:

Impaction of upper canines results in considerable aesthetic and functional problems for the affected individuals. Since the success of treatment depends on many variables, the prognosis must always be considered reserved. There are many traction strategies in the literature and the consensus is for a mechanical planning based on the control of the side effects. The objective of this article is to report a clinical case of a 15 years-old male individual, in which a maxillary canine located in the palatal region received a traction force. Fixed upper and lower appliances (Roth prescription) were installed and space recovery was performed in the right upper canine region. The mechanics was performed in three phases: a cantilever-welded to the anchoring arch, a chain elastic attached to the anchoring arch, and an intermaxillary arch. The use of mechanics according to the need of movement control minimized the side effects and still provided a satisfactory occlusal aspect.

Keywords:

Impacted tooth; Cuspid; Traction.