Revista OrtodontiaSPO 2018 | V51N3 | Páginas: 332-7

Visão contemporânea do tratamento do indivíduo padrão III: da infância à idade adulta

Contemporary approach of pattern III: from childhood to adult age

  • Imprimir
  • Indique a um amigo

Autor(es):

Katarina Cilene Ferreira da Silva Angelo1
Cibelly Regina Clementino Mendes1
Rinaldo Ramos de Araújo2
Andrea Maria de Souza Constantino3
Victor de Miranda Ladewig4

1Especialistas em Ortodontia – Universidade Cruzeiro do Sul.
2Especialista em Ortodontia e Ortopedia Funcional dos Maxilares – Universidade Camilo Castelo Branco; Especialista em Endodontia – Associação Brasileira de Odontologia, seção Rio de Janeiro.
3Mestre em Ortodontia – Universidade do Sagrado Coração; Especialista em Ortodontia – Universidade Cruzeiro do Sul; Especialista em Dentística Restauradora – Academia Brasileira de Odontologia Militar.
4Doutorando em Biologia Oral – Universidade do Sagrado Coração; Mestre em Ortodontia – Universidade do Sagrado Coração; Especialista em Ortodontia – Sociedade Paulista de Ortodontia; Especialista em Odontopediatria – Associação Brasileira de Odontologia Seção Pernambuco.

Resumo:

A má-oclusão classe III é ainda hoje um grande desafio para os profissionais ortodontistas. Apesar de sua baixa prevalência na população, atinge uma parcela razoável dos pacientes nas clínicas odontológicas. Um dos fatores que causa isso é o impacto estético marcante que ele proporciona na face. Quando a abordagem é feita ainda na fase de crescimento, é possível realizar o reposicionamento das bases ósseas, evitando, assim, um futuro tratamento ortocirúrgico. No entanto, tal abordagem não garante a manutenção do perfil harmonioso, sendo esse dependente da severidade do padrão de crescimento do indivíduo. Por isso, o profissional deve conhecer, além das mecânicas e dispositivos apropriados para o paciente jovem, o momento ideal para a realização de tal abordagem. Quando esta não é realizada da maneira adequada ou quando o crescimento facial padrão III se expressa de maneira marcante ao longo do crescimento, as terapias compensatórias tornam-se necessárias. Assim, visa-se obter uma relação oclusal funcional e estética, porém sem modificação na face do indivíduo. Caso haja o desejo, por parte do paciente, de alteração da estética facial, deve-se recorrer ao tratamento ortodôntico para a cirurgia ortognática. Atualmente, existem terapias que permitem a manipulação do perfil mesmo em pacientes pós-pico de crescimento, que atenuaram a necessidade do procedimento ortocirúrgico. Cabe ao profissional ter o conhecimento das novas técnicas e quando aplicá-las de maneira adequada, visando à melhor relação estética e funcional para oclusão e face. Dessa maneira, o presente artigo visa revisar a literatura acerca das técnicas clássicas e contemporâneas para o tratamento do padrão III.

Unitermos:

Ortodontia interceptora; Ortodontia corretiva; Má-oclusão de Angle classe III.

Abstract:

Class III malocclusion is still a major challenge for Orthodontists. Despite its low prevalence in the population, it reaches a reasonable proportion of patients in dental clinics. One of the factors that cause this is the striking aesthetic impact it provides on the face. When the treatment occurs during the growth phase, it is possible to perform the repositioning of the bone bases, thus avoiding a future ortho-surgical treatment. Nevertheless, as the profile aesthetic depends on growth pattern and its severity, this kind of treatment do not guarantee an harmonious profile for life. Therefore, the Orthodontist must know the devices and mechanics for the young patient, besides the ideal moment to carry out such treatment. When the orthodontic approach is not performed properly or the patient presents a severe pattern III growth, compensatory therapies become necessary. Thus, it is aimed to obtain a functional and esthetic occlusal relationship, without modification in the profile. In those cases, if the patient desire to change the facial aesthetics, orthodontic treatment should aim orthognathic surgery. Currently, there are therapies that allow the manipulation of the profile even in patients post-peak growth, which attenuated the need for ortho-surgical procedure. It is up to the professional to have knowledge of the new techniques and when to apply them appropriately, aiming at the best aesthetic and functional relation for occlusion and face. Thus, the present article aims to review the literature on classical and contemporary techniques for the treatment of pattern III.

Keywords:

Orthodontics interceptive; Orthodontics corrective; Classe III Angle malocclusion.