Revista OrtodontiaSPO 2019 | V52N1 | Páginas: 52-60

Eficiência e estabilidade no tratamento da classe II com o aparelho de protração mandibular

Efficiency and stability in the treatment of Angle Class II using a mandibular protraction appliance: a case report

  • Imprimir
  • Indique a um amigo

Autor(es):

Camilo de Souza Castro Neto1
Gastão Moura Neto2
Maurício José Mussel3
Danilo Furquim Siqueira4

1Especialista em Ortodontia – Sociedade Botucatuense de Ortodontia (SBO).
2Doutor em Biologia Oral – Universidade do Sagrado Coração (USC); Coordenador do Curso de Especialização em Ortodontia na Sociedade Botucatuense de Ortodontia (SBO).
3Especialista em Ortodontia – Sociedade Paulista de Ortodontia, Unidade Botucatu (SPO).
4Doutor em Ortodontia – Faculdade de Odontologia de Bauru (FOB/USP); Coordenador do Curso de Especialização em Ortodontia – Ciec/São Luís do Maranhão.

Resumo:

A classe II é caracterizada como um relacionamento de degrau distal entre os primeiros molares superiores e inferiores, sendo uma das ocorrências clínicas de maior prevalência na prática ortodôntica. O diagnóstico diferencial para a caracterização de sua etiologia é de extrema importância e irá definir qual protocolo de tratamento será seguido. O presente caso tem como objetivo demonstrar a compensação de uma classe II esquelética causada por retrognatismo mandibular, por meio do uso do aparelho de protração mandibular. O APM mostrou-se eficiente, promovendo alterações dentoalveolares que propiciaram a correção da má-oclusão e sua estabilidade, constada com o controle pós-tratamento de nove anos.

Unitermos:

Má-oclusão de Angle classe II; Ortodontia; Ortopedia.

Abstract:

The Angle Class II is characterized as a distal step relationship between the upper and lower first molars, and is currently one of the most prevalent clinical events in orthodontic practice. The diff erential diagnosis established to characterize its etiology is of paramount importance as it will determine the treatment protocol to be followed. This case report aims to show the compensation of a skeletal Class II malocclusion caused by a retrognathic mandible, through the use of a mandibular protraction appliance (MPA). The MPA proved to be effective in promoting dentoalveolar changes, which in turn enabled the correction of the malocclusion while ensuring its stability, which was successfully monitored for 9 years after treatment.

Keywords:

Malocclusion Angle Class II; Orthodontics; Orthopedics.