Revista OrtodontiaSPO 2019 | V52N2 | Páginas: 213-217

Avaliação das práticas de higienização e dieta autorrelatadas por pacientes usuários de aparelhos ortodônticos fixos

Evaluation of self-reported hygiene and diet practices by patients with fixed orthodontic appliances

  • Imprimir
  • Indique a um amigo

Autor(es):

Jhowcy Marielen Pereira Rodrigues1
Luiza Neiliane Sousa Rodrigues2
Luana Martins Cantanhede3
Alex Luiz Pereira Pozzobon4

1Cirurgiã-dentista – Universidade Federal do Maranhão.
2Mestra em Odontologia – Universidade Federal do Maranhão.
3Doutora em Odontologia – Universidade Federal do Maranhão; Professora da disciplina de Odontopediatria – Faculdade Pitágoras.
4Professor adjunto I da disciplina de Ortodontia – Universidade Federal do Maranhão.

Resumo:

O uso de aparelhos ortodônticos fixos (AOF) aumenta o número de nichos que possibilitam a retenção de placa bacteriana. Desse modo, o objetivo deste estudo foi identificar os hábitos de higienização oral e dieta em pacientes com AOF. A amostra foi composta por 151 indivíduos atendidos na faculdade de Odontologia da Universidade Federal do Maranhão e em três cursos de especialização da cidade de São Luís. Posteriormente, os voluntários foram separados em um grupo com AOF (G1) e outro controle, sem AOF (G2). A coleta de dados foi realizada por meio da aplicação de um questionário semiestruturado, solicitando dados sociodemográficos, hábitos de higiene oral e ingestão de alimentos ricos em açúcar de adição.As frequências absolutas e relativas foram calculadas e as variáveis entre os grupos foram comparadas por meio do teste Qui-quadrado ou exato de Fisher, com nível de significância de 5%. O G2 foi o grupo que mais fez uso dos métodos auxiliares de higienização. Entretanto, as escovas interdentais e unitufos foram raramente utilizadas, fato observado em ambos os grupos. O uso de fio dental foi a maior dificuldade relatada entre os entrevistados (65%). Em relação ao consumo de alimentos açucarados, não foi encontrada diferença significativa entre os grupos. O grupo composto por pacientes ortodônticos apresentou cuidados inadequados com sua saúde oral, devido à baixa frequência na utilização de instrumentos auxiliares para a limpeza interdental.

Unitermos:

Higiene oral; Ortodontia; Saúde bucal.

Abstract:

The use of fixed orthodontic appliances (FOA) increases the number of niches that allow plaque retention. Thus, the objective of this study was to identify oral hygiene and diet habits in patients with FOA. The sample consisted of 151 individuals, attended at the Faculty of Dentistry of the Federal University of Maranhão and three specialization courses in the city of São Luís. Subsequently, the volunteers were separated into one group with FOA (G1) and another group without FOA (G2). Data collection was performed through the application of a semi-structured questionnaire, requesting sociodemographic data; oral hygiene habits and intake of foods rich in added sugar. The absolute and relative frequencies were calculated and the variables between the groups were compared using the Chi-square test or the Fisher's Exact test, with a significance level of 5%. G2 was the group that made the most use of the auxiliary methods of hygiene. However, interdental and single-end tufted brushes were rarely used, a fact observed in both groups. The use of dental floss was the greatest difficulty reported among the patients (65%). Regarding the consumption of sugary foods, no significant difference was found between the groups. The group composed of orthodontic patients presented inadequate care with their oral health, due to the low frequency in the use of auxiliary instruments for interdental cleaning.

Keywords:

Oral hygiene; Orthodontics; Oral health.