Revista OrtodontiaSPO 2019 | V52N4 | Páginas: 454 - 459

Tratamento precoce da classe III: Hyrax híbrido ancorado esqueleticamente e máscara de tração reversa

Early treatment of Class III malocclusion: Hyrax skeletally anchored hybrid and reverse traction mask

  • Imprimir
  • Indique a um amigo

Autor(es):

Marlos Loiola1
Wendel Shibasaki2
Lucineide Lima dos Santos3
Maria Cecilia Sandes Seixas Vieira3
Inamari Souza de Almeida4
Luiz Gonzaga Gandini Jr.5
Flavio Cotrim-Ferreira6

1Aluno do programa de doutorado em Ciências Odontológicas em Ortodontia – Unesp.
2Doutor em Ortodontia – Unesp.
3Doutorandas em Odontologia – Unopar.
4Aluna do curso de especialização em Ortodontia – IAPPEM/Funorte.
5Doutor e professor em Ortodontia – Foar/Unesp; Pós-doutorado em Ortodontia – Baylor College of Dentistry, Dallas/TX, EUA.
6Mestre em Ortodontia e doutor em Diagnóstico Bucal – Fousp; Professor associado da especialização em Ortodontia – Instituto Vellini; Editor científico – Revista OrtodontiaSPO.

Resumo:

A má-oclusão esquelética de classe III é relativamente rara e geralmente está associada a fatores genéticos. A sua causa pode compreender maxila retrognata, mandíbula prognata ou ambas as condições. Várias técnicas estão sendo utilizadas para corrigir a discrepância esquelética da classe III, e o tratamento precoce dessa má-oclusão tem sido de interesse crescente. O correto diagnóstico e início da terapêutica são essenciais para um bom prognóstico. O objetivo do presente estudo é realizar uma revisão da literatura sobre o tratamento precoce da classe III, trazendo a abordagem terapêutica com uso de mini-implantes no que tange a abordagem esquelética do aparelho Hyrax híbrido e uso da máscara facial, bem como o tratamento convencional. O protocolo de expansão rápida da maxila e uso de máscara facial ainda é bastante empregado e vem demonstrando alterações desejáveis nas bases ósseas. O uso do Hyrax híbrido como alternativa terapêutica no protocolo precoce de classe III tem sido promissor. No entanto, são necessários mais estudos de modo a revelar evidências sólidas de que o tratamento precoce da classe III seja eficiente.

Unitermos:

Ortopedia; Má-oclusão; Maxilares.

Abstract:

Class III skeletal malocclusions are relatively rare and are usually associated with genetic factors. Its cause may include a retrognathic jaw, a prognathic jaw, or both. Several techniques have been used to correct the Class III skeletal discrepancy, and the early treatment of this malocclusion has been of growing interest. Correct diagnosis and initiation of therapy is essential for successful treatment. The aim of the present study is to carry out a review of the literature on the early treatment of Class III, bringing the therapeutic approach with the use of mini-implants regarding the skeletal approach of Hyrax hybrid apparatus and use of facial mask, as well as conventional treatment. The protocol for rapid maxillary expansion and use of facial mask is still widely used and has demonstrated desirable changes in the bone bases, the use of Hyrax hybrid as a therapeutic alternative in the early protocol of Class III has been promising. However, further studies are needed to demonstrate robust evidence that early treatment of Class III is effective.

Keywords:

Orthopedics; Malocclusion; Jaw.