Publicado em: 09/01/2018 às 09h12

Implante imediato na zona estética: enxerto autógeno versus aloplástico

Apresentação de Maurício Barreto traz estudo clínico prospectivo com um ano de acompanhamento.

  • Imprimir
  • Indique a um amigo

O sucesso estético de uma restauração unitária implantossuportada é um dos maiores desafios da Implantodontia atual. Neste sentido, o procedimento de implante imediato e a subsequente instalação da coroa provisória (IIP) tem sido uma técnica largamente estudada, especialmente em região anterior. 

Os relatos de recessão de mucosa facial e redução do volume de processo alveolar são preocupações na manutenção dos resultados no médio e longo prazo. Neste contexto, a escolha do material de enxerto para preenchimento da lacuna peri-implantar ainda carece de evidência científica. 

A apresentação de Maurício Barreto traz um estudo clínico prospectivo que teve o objetivo de comparar mudanças dimensionais dos tecidos peri-implantares de pacientes com alvéolos com paredes íntegras, submetidos ao IIP na maxila anterior utilizando enxerto ósseo autógeno e aloplástico.

Confira a íntegra da apresentação (conteúdo exclusivo para assinantes):


A conferência faz parte do acervo de conteúdos do PCP - Programa de Crescimento Profissional, um programa de atualização científica continuada que oferece acesso a conteúdo em vários formatos de atualização, como videoaulas, entrevistas, e-books, conferências e mais de 500 artigos científicos selecionados.

O acesso ao vídeo é exclusivo para os assinantes do programa. Para conhecer melhor o PCP, basta acessar www.inpn.com.br/pcp ou entrar em contato com nosso Serviço de Atendimento ao Leitor (sal@vmculturaleditora.com.br), WhatsApp (11) 95371-7780, tel. (11) 3566-6200 ou ligue grátis para 0800-0143080.