Publicado em: 29/01/2018 às 13h01

Níveis de desconforto entre pacientes tratados com alinhadores e aparelhos ortodônticos fixos

Ciência Brasil: publicação de pesquisadores brasileiros na mídia internacional.

  • Imprimir
  • Indique a um amigo

Publicação de pesquisadores na mídia internacional

O espaço Ciência Brasil é reservado para a divulgação das pesquisas recentemente publicadas por ortodontistas brasileiros e estrangeiros em periódicos internacionais. Confira a seguir uma dessas pesquisas:

 

White DW, Julien KC, Jacob H, Campbell PM, Buschang PH. Discomfort associated with Invisalign and traditional brackets: a randomized, prospective trial. Angle Orthod 2017.


RESUMO

Objetivo: avaliar as diferenças nos níveis de desconforto entre pacientes tratados com alinhadores e aparelhos ortodônticos fixos.

Material e métodos: este estudo cego, prospectivo e randomizado alocou 41 pacientes adultos com classe I, sem extração, tanto para aparelho fixo tradicional (seis do sexo masculino e 12 do sexo feminino) quanto para alinhador (11 do sexo masculino e 12 do sexo feminino). Os pacientes responderam a um questionário sobre desconforto diário após a consulta de tratamento inicial, após um e dois meses. Eles anotaram seus níveis de desconforto em repouso, mastigando e mordendo, além do consumo de analgésico e problemas relacionados à qualidade do sono.

Resultados: ambas as modalidades de tratamento demonstraram níveis semelhantes de desconforto inicial e não houve diferenças significativas quanto ao sexo dos pacientes. Os do grupo de aparelhos fixos relataram maior desconforto (significativo | p < 0.05), quando comparados aos pacientes do grupo alinhador, durante a primeira semana de tratamento ativo. Houve um desconforto significativamente maior durante a mastigação, em comparação ao repouso. Pacientes tradicionais também relataram um desconforto significativamente maior, quando comparados aos pacientes de alinhadores, após o primeiro e o segundo mês de consulta. O desconforto após as consultas subsequentes foi consistentemente menor após a colagem inicial ou adaptação do alinhador. Uma porcentagem maior de pacientes do grupo de aparelho fixo relatou tomar analgésicos durante a primeira semana, porém somente a diferença no segundo dia foi estatisticamente significante.

Conclusão: pacientes tratados com aparelhos fixos convencionais relataram maior desconforto e consumiram mais analgésicos do que os pacientes tratados com alinhadores. Este estudo não foi registrado.

 

 

 

Coordenação de conteúdo:

 Marcio Rodrigues de Almeida