Publicado em: 04/04/2018 às 13h25

Desenvolvimento da atitude empreendedora em Odontologia

Dinamizar o trabalho e reduzir o custo para o paciente sem que o dentista perca a receita é o objetivo de um bom profissional.

  • Imprimir
  • Indique a um amigo
Aumentar a equipe, fazendo trabalhos preliminares, é otimizar tempo. (Imagem: Shutterstock)


Empreender é ousar, porém com inteligência. Vamos pensar em empreendedorismo como a coragem para obter crescimento. A primeira forma está na busca de um lugar que permita crescer, isto é, região, cidade, bairro ou prédio que haverá maior demanda do público que você procura.

Hoje, a expansão das cidades se concentra nas regiões Centro-Oeste e Norte brasileiras, que são fronteiras agrícolas. Isso é sinônimo de dinheiro novo e de serviço para dentistas, já que as pessoas “ricas de família”, normalmente, receberam cuidados odontológicos desde o berço, evitando o surgimento de cáries, fazendo tratamento ortodôntico e sempre cuidando dos dentes. Porém, pessoas que ascenderam pelo trabalho, vindas de origem humilde, geralmente não receberam esses cuidados – que passam a ganhar prioridade com o enriquecimento e a mudança de status.

Funcionários que operam nas colheitadeiras ou plantadeiras recebem salários que permitem viver bem no interior. Já os agricultores estão há anos “operando no azul”. Vale lembrar que o dentista deve buscar essas regiões já como especialista em uma área odontológica para se diferenciar dos serviços existentes no local. Em cidades grandes, também é importante conhecer os bairros, pois isso indicará o nível social dos pacientes que frequentarão o consultório.

A escolha do imóvel é fundamental, pois se houver vários profissionais de saúde no edifício ou nas proximidades, facilitará o recebimento e encaminhamento de pacientes, além da possibilidade de criar vínculos de amizade. Outra forma de dinamizar os serviços é contar com uma equipe de dentista ou técnico de higiene bucal, que permite o melhor uso do tempo – afinal, o dentista é um vendedor de horas.

Aumentar a equipe, fazendo trabalhos preliminares, é otimizar tempo – por exemplo, assistentes competentes que preparem a boca do paciente valorizam o trabalho do dentista, permitindo a dinamização da rotina. Isso também gera satisfação ao paciente.

Então, exemplificando, não há sentido que um profissional de Prótese Dentária ou Ortodontia faça as fotografias de estudo de caso, pois essa tarefa pode ser feita por um auxiliar. Dinamizar o trabalho e reduzir o custo para o paciente sem que o dentista perca a receita é o objetivo de um bom profissional.
 

 

Flavio Falcão Bauer

Graduação e mestrado pela Universidade de São Paulo (Fousp).

 

 

A cada edição, Flavio Falcão Bauer analisa as oportunidades de mercado e aponta os caminhos possíveis para fazer da Ortodontia um bom negócio.