Publicado em: 29/06/2018 às 08h19

Nova classificação da peri-implantite traz novidades

Último volume do Journal of Clinical Periodontology atualiza abordagens e discussões sobre o tema.

  • Imprimir
  • Indique a um amigo

Na semana passada, foi publicado on-line o último volume do Journal of Clinical Periodontology. Ele trazia, em primeira mão, uma nova classificação das doenças periodontais, além de uma classificação das doenças peri-implantares. Este consenso está suportado pela Academia Americana de Periodontia e pela Federação Europeia de Periodontia. Isso, com certeza, vai trazer novas abordagens e discussões, principalmente porque a última classificação das doenças periodontais foi feita em 1999, e as doenças peri-implantares ainda não tinham sido abordadas de uma forma tão clara nos consensos anteriores.

Como o assunto da Periodontia é um pouco mais denso, deixarei para abordá-lo em outra oportunidade. Na coluna de hoje, vamos nos ater às informações publicadas sobre a peri-implantite, em que foi apresentada uma classificação para as doenças e condições peri-implantares. Foram abordadas questões focadas nas características da saúde peri-implantar, mucosite peri-implantar, peri-implantite e deficiências de tecidos moles e duros. A seguir, vamos resumir alguns tópicos que este consenso atestou:

1. A saúde peri-implantar é caracterizada pela ausência de eritema, sangramento a sondagem, inchaço e supuração. Não é possível definir uma profundidade de sondagem que indique saúde. A saúde peri-implantar pode existir em torno de implantes com suporte ósseo reduzido.

2. A principal característica clínica da mucosite peri-implantar é o sangramento a sondagem delicada. Eritema, inchaço e/ou supuração também podem estar presentes. O aumento na profundidade de sondagem é frequentemente observado na presença de mucosite peri-implantar, devido ao inchaço ou diminuição da resistência a sondagem. Há fortes evidências, de estudos experimentais em animais e humanos, de que a placa é o fator etiológico da mucosite peri-implantar.

3. Peri-implantite é uma condição patológica associada à placa e que ocorre nos tecidos ao redor dos implantes dentários. Ela é caracterizada por inflamação na mucosa peri-implantar e a subsequente perda progressiva do osso de suporte. Os locais de peri-implantite exibem sinais clínicos de inflamação, sangramento a sondagem e/ou supuração, aumento da profundidade de sondagem e/ou recessão da margem da mucosa, além de perda óssea radiográfica.

4. Está equivocada a evidência de que a presença de mucosa ceratinizada ao redor dos implantes dentários favorece a manutenção da saúde em longo prazo. No entanto, parece que a mucosa ceratinizada pode ter vantagens em relação ao conforto do paciente e facilidade de remoção da placa.

5. As definições de caso propostas neste consenso devem ser vistas dentro do contexto de que não há implante genérico e que existem numerosos desenhos de implantes com diferentes características de superfície, protocolos cirúrgicos e de aplicação de carga. Recomenda-se que o clínico obtenha medidas radiográficas e de profundidade a sondagem imediatamente após a conclusão da prótese sobre implante, pois isto fornece um marco zero (Baseline) que serve de parâmetro comparativo durante a fase de manutenção dos implantes.

6. Há fortes evidências de que há um risco aumentado de desenvolvimento de peri-implantite em pacientes com história de periodontite crônica, fracas habilidades de controle de placa e ausência de cuidados regulares de manutenção após a terapia com implantes. Os dados que identificam “tabagismo” e “diabetes” como potenciais indicadores/fatores de risco para peri-implantite são inconclusivos.


É sempre bom analisarmos as publicações consensuais que a literatura nos disponibiliza para observarmos se estamos no caminho certo. Este último consenso de peri-implantite, apresentado nesta coluna de maneira bastante resumida, nos deixou bastante satisfeitos, uma vez que segue as linhas de pesquisa que o nosso grupo vem realizando e abordando neste espaço e nos eventos em que ministro palestra. Isto ficou devidamente atestado nas citações dos nossos trabalhos pelos autores que realizaram este consenso do Journal of Clinical Periodontology, os quais eu disponibilizo nos links abaixo. Vale a pena a leitura completa destes trabalhos para um melhor entendimento do que está valendo agora para as doenças peri-Implantares:

 

Peri‐implant mucositis

 

Peri‐implantitis

 

Peri-implant health, peri-implant mucositis, and peri-implantitis: case definitions and diagnostic considerations

 

Peri-implant diseases and conditions: consensus report of workgroup 4 of the 2017 World Workshop on the Classification of Periodontal and Peri-Implant Diseases and Conditions

 

Artigos do nosso grupo citados neste último volume do Journal of Clinical Periodontology:

  1. Dalago HR, Schuldt Filho G, Rodrigues MA, Renvert S, Bianchini MA. Risk indicators for peri‐implantitis. A cross‐sectional study with 916 implants. Clin Oral Implants Res 2017;28:144-150.
  2. Passoni BB, Dalago HR, Schuldt Filho G, de Souza JGO, Benfatti CA, Magini RS et al. Does the number of implants have any relation with peri‐implant disease? Journal of applied oral science: revista FOB 2014;22:403-8.
  3. Ferreira CF, Buttendorf AR, de Souza JG, Dalago H, Guenther SF, Bianchini MA. Prevalence of peri‐implant diseases: analyses of associated factors. Eur J Prosthodont Restor Dent 2015;23:199-206.

 

“Alegrai-vos sempre no Senhor; outra vez, digo alegrai-vos. Seja a vossa amabilidade notória a todos os homens. Perto está o Senhor. Não estejais inquietos por coisa alguma; antes as vossas petições sejam em tudo conhecidas diante de Deus pela oração e súplica, com ação de graças. E a paz de Deus, que excede todo o entendimento, guardará os vossos corações e os vossos pensamentos em Cristo Jesus.” (Filipenses 4, 4-7)

 

 
   


Marco Bianchini

Professor associado II do departamento de Odontologia da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC); autor dos livros "O Passo a Passo Cirúrgico na Implantodontia" e "Diagnóstico e Tratamento das Alterações Peri-Implantares".

Contato: bian07@yahoo.com.br