Publicado em: 23/07/2018 às 14h15

Curso de imersão do Orto 2018-SPO destacará a tomografia computadorizada e a mecânica ortodôntica em casos complexos

Abordagem do professor Martin Palomo falará sobre o impacto da tomografia 3D em diagnósticos mais assertivos.

  • Imprimir
  • Indique a um amigo

 

 

A utilização da tomografia volumétrica digital em casos complexos será o foco da abordagem do professor Martin Palomo, no 21o Congresso Brasileiro de Ortodontia, o Orto 2018-SPO.

Em um dos cursos de imersão da programação do encontro, o professor norte-americano apresentará aos congressistas os protocolos do Centro de Imagem Craniofacial da Case Western Reserve University, em Cleveland, Ohio, onde atua como diretor.

De acordo com Palomo, dentre os protocolos estão os que são utilizados para avaliar a inclinação vestibulolingual dos dentes posteriores, e que, segundo ele, podem auxiliar no dilema de expansão ou não expansão.

O professor também vai destacar os benefícios obtidos com esse tipo de abordagem na localização dos ápices radiculares, de modo a verificar os resultados do alinhamento dental, e na análise das vias aéreas, para o controle da apneia do sono.

“Ao caminhar do diagnóstico 2D para o 3D, distâncias e ângulos se transformam em áreas e volumes, e mais informações podem trazer excelência à Ortodontia nos casos complexos”, enfatiza Palomo.

O Orto 2018-SPO acontecerá entre os dias 20 e 22 de setembro no Palácio das Convenções do Anhembi, em São Paulo.

Mais informações sobre o encontro podem ser obtidas através do site www.orto2018.com.br, pelo e-mail secretaria@ortociencia.com.br, pelo telefone (11) 2168-3400 ou WhatsApp (11) 97113-2561.