Publicado em: 10/09/2018 às 16h06

Alinhadores transparentes fazem revolução na Ortodontia

A era digital foi responsável por uma verdadeira revolução na Odontologia. Na Ortodontia, o resultado dessa revolução tem nome: alinhadores ortodônticos transparentes.

  • Imprimir
  • Indique a um amigo
O alinhador transparente reúne eficiência, rapidez e estética. (Imagem: ClearCorrect)

 

A busca pela estética odontológica sempre existiu. E os avanços tecnológicos foram um importante trampolim para chegar ao patamar em que estamos atualmente. Aliado aos novos materiais, equipamentos e técnicas cada vez mais evoluídas, está, talvez, um dos principais fatores que levam pacientes a procurar o sorriso perfeito: a influência da mídia, que incentiva à estética perfeita.

 

Como resultado dessa associação de argumentos, a famosa frase popular “cuide do seu sorriso, ele é o seu cartão de visitas” nunca foi levada tão a sério quanto agora. O lado bom de tudo isso é que a Ortodontia acompanhou as mudanças e hoje oferece uma importante ferramenta para quem procura tratamentos que reúnam eficiência, rapidez e estética: os alinhadores transparentes.

Muitos pacientes, sejam jovens ou adultos, já chegam aos consultórios sabendo o que querem e não aceitam os procedimentos ortodônticos convencionais realizados com braquetes colados em todos os dentes. “Como os alinhadores são praticamente invisíveis, não interferem na rotina do usuário e são removidos para alimentação e higiene bucal (escovação e uso do fio dental), o que torna a terapêutica agradável”, afirma Roberto Shimizu, doutor em Ortodontia.

Sob o ponto de vista dos ortodontistas, optar pelos alinhadores também é vantajoso, uma vez que otimizam o tratamento e o atendimento, são reconhecidos pela praticidade, demandam menor tempo de cadeira e apresentam menos intercorrências entre as consultas. Além disso, ao perceber os rápidos resultados positivos, o paciente torna-se mais colaborativo com o tratamento e trabalha para melhorar a eficácia e o prognóstico.
 

Flexibilidade

É fato que cada paciente precisa de soluções personalizadas e planejadas individualmente, o que algumas vezes leva à necessidade de recorrer a mais de um método terapêutico. Mas, de maneira geral, os alinhadores estéticos estão aptos a ter um bom desempenho em todas situações ortodônticas que exigiriam os braquetes convencionais.

Isso porque, conforme Shimizu explica, o mecanismo para a correção da má-oclusão consiste na elaboração de um planejamento virtual, em que o problema oclusal é lentamente corrigido em etapas. Após a aprovação do planejamento virtual, os modelos físicos são impressos e os alinhadores são confeccionados. “A troca sequencial dos alinhadores conduz à correção da má-oclusão. Esse sistema promove a movimentação dentária por meio de pressões exercidas em determinadas regiões do dente, induzindo a diferenciação celular de osteoclastos e osteoblastos, resultando na remodelação óssea e, consequentemente, produzindo o movimento desejado”, detalha.

Inicialmente, os alinhadores ortodônticos foram idealizados para tratar casos clínicos de baixa complexidade. No entanto, com a evolução da Ortodontia digital, houve uma notável e importante melhora na previsibilidade e no prognóstico dos casos clínicos. Essa mudança de cenário tornou possível o planejamento virtual, promoveu os movimentos a partir de algoritmos e, consequentemente, viabilizou a confecção dos alinhadores de maneira precisa em modelos impressos de alta qualidade. “Isso extrapolou grande parte dos limites até então impostos aos alinhadores ortodônticos. Atualmente, eles são indicados para casos clínicos de baixa e alta complexidade, possibilitam a correção de apinhamentos, rotações, inclinações axiais, mordida aberta e profunda, fechamentos de espaços, atresias moderadas, podendo até ser coadjuvantes do tratamento ortocirúrgico”, sintetiza Shimizu.
 

Os ortodontistas brasileiros acabam de ganhar uma nova opção. (Imagem: ClearCorrect)


 

Um caminho para novas escolhas

Percebendo a evolução mundial dos alinhadores ortodônticos na correção das más-oclusões, a Straumann Group também entrou nesse mercado: adquiriu uma das maiores marcas de alinhadores ortodônticos do mundo, a norte-americana ClearCorrect – empresa fundada há 12 anos, com sede em Round Rock, no Texas, e que atualmente comercializa seus alinhadores nos Estados Unidos, Europa e Oceania.

A grande novidade é que a ClearCorrect acaba de se tornar mais uma opção para os ortodontistas brasileiros. A solução, com lançamento nacional no mês de setembro, durante o Orto 2018-SPO, está disponível para todo o País, uma vez que o tratamento é realizado totalmente on-line. “A ClearCorrect surgiu pela necessidade de oferecer melhor atendimento e relacionamento mais próximo com o cliente. Ela teve início com apenas um ortodontista, que buscava uma solução para tratar seus pacientes. Com o passar dos anos e com os avanços tecnológicos, essa realidade mudou drasticamente, no entanto, o espírito continua o mesmo: uma empresa fundada por dentistas, para dentistas. Como o mercado de Ortodontia no Brasil está em pleno crescimento e o brasileiro é muito dedicado à estética, os alinhadores transparentes da ClearCorrect passaram a ser uma oportunidade interessante para o País”, esclarece Alexandre Giglio, marketing manager da Straumann Brasil e ClearCorrect Brasil.

Segundo Shimizu, o plano de tratamento do caso clínico é todo realizado pelo ortodontista, que também decide o que executar na resolução da má-oclusão. Uma vez definido, o caso é submetido via internet (totalmente on-line) para a empresa e o planejamento virtual é realizado com a ajuda de um expert da ClearCorrect. O ortodontista solicitante pode avaliar o set up virtual (aprovando ou requerendo modificações em qualquer momento) e, uma vez finalizado, o plano é apresentado ao paciente, para que seja então feita a aprovação final do tratamento e, assim, iniciar a confecção dos alinhadores na fábrica da ClearCorrect no Brasil. “O processo de submissão dos casos clínicos é bastante intuitivo e prático, direcionando o profissional no envio da documentação ortodôntica e no preenchimento do formulário com as informações necessárias para a elaboração do planejamento virtual. Também, mostrar o set up virtual para o paciente é muito importante, pois ele consegue visualizar o final do tratamento”, justifica.

Embora todo o planejamento virtual continue sendo realizado no exterior, os alinhadores são produzidos no Brasil – mas, mantendo a mesma tecnologia e know-how disponibilizados para outros países. Como toda a infraestrutura para a fabricação das peças está em território nacional, depois de aprovado o set up virtual, os alinhadores serão produzidos e entregues nos consultórios em aproximadamente sete dias, sem problemas alfandegários que possam retardar a entrega ao profissional. Outra vantagem é que o produto não sofrerá com a incidência de impostos atribuídos a itens fabricados no exterior, o que torna a nova marca de alinhadores bastante competitiva em relação ao custo. “O dentista submete seu caso através do nosso "Portal do Doutor". Nossa equipe faz o planejamento do caso e o encaminha novamente para o dentista revisar, mudar ou aprovar. Depois de aprovado, o caso é automaticamente enviado para a nossa fábrica no Brasil, que inicia a produção dos alinhadores e os envia ao profissional em sete dias. É importante destacar que são aceitas as digitalizações da maioria dos scanners intraorais. Também não há limitação em receber os arquivos STL de qualquer equipamento. Tudo o que queremos é facilitar a vida dos ortodontistas, trabalhando muito próximo deles e sem forçar qualquer situação que eles não estejam confiantes ou até mesmo confortáveis em fazer”, detalha Giglio.

Elizabeth Coffman, communications project manager da ClearCorrect Texas, acrescenta que os set ups são representações coloridas, em 3D e animadas, baseadas na prescrição do ortodontista e mostrando os movimentos dentários em cada etapa ao longo do tratamento. Essas configurações não exigem a instalação de nenhum software especial e podem ser visualizadas em dispositivos móveis. A ClearCorrect utiliza a tecnologia de impressão digital 3D e termoformagem para criar alinhadores transparentes personalizados, usando material otimizado para retenção, resistência, clareza e evitar manchas. “A duração do tratamento pode variar dependendo do planejamento, do cronograma de desgaste e da adesão do paciente. Na maioria dos casos, o tratamento leva de seis a 18 meses, mas situações clínicas menos complexas podem ser concluídas em menos de seis meses”, ressalta.

Os alinhadores ClearCorrect promovem o movimento dentário a partir de aplicações diferenciadas de forças e em superfícies/pontos específicos dos dentes. Para potencializar a biomecânica do movimento dental, utilizam-se de engagers/attachments e o recorte dos alinhadores 2 mm acima do zênite gengival. Isso proporciona maior controle e efetividade da movimentação, associado a uma excelente retenção dos alinhadores nas arcadas dentárias. "Com base em pesquisas clínicas, as linhas de corte do ClearCorrect cobrem uma área maior da margem gengival do que outros alinhadores, permitindo mais conforto, melhor retenção e menos anexos", diz Elizabeth.

Sabendo que o custo ainda é um fator limitante para que os pacientes optem pelos alinhadores estéticos, a ClearCorrect trouxe para o Brasil os modelos Flex e Unlimited, nos quais o ortodontista pagará apenas pelo que precisar. Conforme explica Thiago Bachal, product manager da ClearCorrect no Brasil, no modelo Flex, o profissional paga somente pelos alinhadores que realmente forem necessários para o caso, seja um, dois, três ou mais alinhadores. Já no modelo Unlimited, o profissional terá um número ilimitado de alinhadores por até cinco anos – o que se torna uma boa opção para os casos de alta complexidade. “Nós conseguimos aliar a resolução norte-americana à engenhosidade suíça”, finaliza.
 

Matéria sob demanda desenvolvida pela VM Branded.