Publicado em: 10/09/2018 às 16h10

Colgate amplia foco na Ortodontia

Empresa amplia seu portfólio com linha premium que atende exclusivamente o setor de Ortodontia.

  • Imprimir
  • Indique a um amigo
A OrthoGard é composta por escova dental, enxaguatório e gel dental. (Imagem: divulgação)

 

Por João de Andrade Neto

 


Recém-lançada no mercado nacional, a linha OrthoGard, da Colgate, chegou para preencher um gap comercial identificado pela líder mundial em produtos para higiene oral: a ausência de linhas completas voltadas exclusivamente para o público de Ortodontia. A novidade amplia o portfólio da empresa no Brasil e promete ser uma grande aliada na prevenção e reversão de lesões de manchas brancas e de cáries iniciais causadas pela má higiene de braquetes e fios ortodônticos.

A OrthoGard é composta por escova dental, enxaguatório e gel dental. Um dos diferenciais está no gel líquido que, devido à consistência, acessa os braquetes e fios ortodônticos de forma eficaz. Além disso, ele apresenta três vezes mais flúor e age nas manchas brancas que podem se formar ao redor dos braquetes.

De acordo com Patricia Bella Costa, diretora de professional oral care Colgate-Palmolive Brazil & Southern Cone, não existia por aqui uma linha de cuidado oral específica para esse nicho de usuários. Por isso, a Colgate trouxe esses três produtos importados dos Estados Unidos, onde se destacam por serem um best-seller. “São 23 milhões de brasileiros que usam aparelho ortodôntico. Trata-se de um mercado muito grande e uma excelente oportunidade.

A linha OrthoGard é composta por itens Premium que são vendidos em farmácias e casas dentais. E a Colgate tem interesse em oferecer produtos exclusivos e voltados para as necessidades terapêuticas específicas, como a Ortodontia”, revela.

Ainda segundo Patricia, a Ortodontia sempre esteve entre as prioridades da multinacional. A experiência de sucesso com a tradicional linha PerioGard, voltada para o cuidado gengival, também inspirou a empresa na criação da OrthoGard. Soma-se a isso o grande e crescente número de brasileiros que decidem pela realização de tratamentos ortodônticos.

O Brasil foi o primeiro país da América Latina a receber a novidade. Ainda em 2018, ela chegará à Argentina e Chile, enquanto os demais países terão a linha à disposição em 2019.