Publicado em: 10/09/2018 às 16h55

Não há o que discutir

Jairo Corrêa conta que a Sociedade Paulista de Ortodontia se encontra no âmbito do bom destino.

  • Imprimir
  • Indique a um amigo

Os caminhos iniciados pela entidade de Ortodontia e Ortopedia Funcional dos Maxilares são símbolos de pioneirismo, história e tradição – tudo a partir de conquistas regadas com desusado trabalho, muito sacrifício e ajuda mútua, edificando o que deslumbramos atualmente. Desígnios e pensamentos bons assentaram a Sociedade Paulista de Ortodontia (SPO) como uma organização serviçal, respeitada e reconhecida. Há que realçar a publicação do primeiro boletim, em 1962, que deu origem à revista OrtodontiaSPO, hoje destacada internacionalmente.

Em relação aos congressos, é necessário objetivar o complemento do 1º Congresso Paulista de Ortodontia, em 1968, agora na versão do 21ª Congresso Brasileiro de Ortodontia (Orto 2018-SPO). As veredas percorridas com sucesso pleno e absoluto marcaram sem contestação a eficácia da ciência e arte de Angle e Korkhaus. São “corações cheios de estrelas cintilantes”, retratos de visões elevadas e nunca abatidas.

O autor deste editorial participou integralmente de todos os acontecimentos que enlaçaram lutadores implacáveis, idealistas competentes e entusiasmados pelo futuro que se deslumbra para a especialidade. Foram, e seguem sendo em alto estilo, apreciados pelos que adentram às iniciativas da SPO. Não há o que discutir.

Os leitores da OrtodontiaSPO sempre encontraram trabalhos de autores renovados, que não descuidam dos estudos, das pesquisas e do ensino no campo odontológico. Esta edição chega recheada de artigos científicos valorosos e de outros conteúdos relevantes. São marcos que visam unicamente o bom atendimento ao paciente ávido por qualidade.

Estamos realizados e felizes com mais uma edição da OrtodontiaSPO e do consagrado Congresso Brasileiro de Ortodontia (Orto-SPO). Todos que comungam a entidade de São Paulo trazem na memória que “não existem caminhos fáceis, mas temos que percorrê-los para alcançar o bom destino”. A Sociedade Paulista de Ortodontia se encontra no âmbito do bom destino. Não há o que discutir.

 

 

Jairo Corrêa

Presidente da SPO