Publicado em: 17/06/2019 às 10h55

Reconhecimento

Flavio Cotrim-Ferreira, editor científico da revista OrtodontiaSPO, relembra as contribuições do professor Sebastião Interlandi, falecido recentemente.

  • Imprimir
  • Indique a um amigo

Nas mais conceituadas universidades do mundo existe a tradição de homenagear aqueles professores ou pesquisadores que contribuíram para a construção do conhecimento. Assim, é um orgulho para a Universidade de Cambridge, no Reino Unido, divulgar que a cátedra de Matemática foi ocupada por gênios que escreveram páginas importantes da história, tais como Isaac Newton e Stephen Hawking. O mesmo acontece no esporte, área na qual atletas responsáveis por feitos incríveis têm seus nomes eternizados no chamado Hall da Fama, máxima honraria da carreira.

No caso da Ortodontia brasileira, temos muito a agradecer às contribuições do professor Sebastião Interlandi, falecido recentemente. Ele se tornou master of science pela Universidade de Saint Louis, nos Estados Unidos, onde desenvolveu o mundialmente conhecido Interlandi Head Gear (IHG), que permite a distalização molar sem o inconveniente efeito extrusivo dos demais aparelhos extrabucais.

De volta ao Brasil, em 1963, tornou-se titular do Departamento de Ortodontia e Odontopediatria da Fousp, onde iniciou um curso de mestrado em Ortodontia, responsável por formar inúmeros professores brasileiros e latino-americanos.

Interlandi escreveu o livro Ortodontia – Bases para a iniciação, importante referência para toda uma geração de estudantes; formatou a análise cefalométrica padrão USP; idealizou a linha I, método simples e eficiente para a determinação cefalométrica da posição anteroposterior dos incisivos inferiores; instituiu o diagrama de Interlandi, que destacava a importância da forma do arco dental na estabilidade dos tratamentos; e também desenvolveu o gráfico vetorial de Interlandi, que analisa o uso de espaço nos arcos dentais.

A fazenda Arco de Canto, em Bragança Paulista, no interior de São Paulo, foi palco de inovadoras imersões em Ortodontia para treinamento da mecânica Edgewise em typodont.

Em 1987, logo após minha graduação em Odontologia e início da minha carreira na Ortodontia, tive a sorte de conviver com este grande mestre em uma viagem de estudos à Tweed Foundation e à Universidade de Connecticut, nos Estados Unidos. Na ocasião ele era titular de Ortodontia da Fousp e compartilhou, de forma altruísta, com um jovem recém-formado sua vasta experiência de vida e sabedoria ortodôntica.

Tenho enorme gratidão por ter conhecido uma pessoa de elevado caráter, inteligência e intuição, capaz de moldar nossa profissão e minha carreira profissional. Sem dúvida, Interlandi é um dos mais importantes nomes na galeria dos professores de Ortodontia do Brasil.

 

 

Flavio Cotrim-Ferreira

Editor científico